Royalty/Royalties

Olá amigo(a)!

Hoje falarei sobre royalty (ou royalties), que é uma espécie de concessão para uma pessoa ou empresa em utilizar uma marca ou serviço, para isto, há a necessidade de pagar valores ao cedente.

Royalty é utilizado em diversos meios, desde no mundo cultural ao meio empresarial, como na utilização de franquias.

Em como começar um negócio, vamos a mais um artigo amigo(a). Vamos lá!

Afinal, o que é royalty? Qual é o seu significado?

Royalty (ou royalties) é um valor que é pago por alguém (pessoa física) ou uma empresa (pessoa jurídica) para o proprietário, pelo direito de comercializar, explorar ou usar um produto, um serviço, uma criação intelectual, uma obra e outros.

O significado da palavra royalty é realeza. Enquanto que royalties significa privilégio ou regalia.

Ambas são palavras de origem inglesa, sendo que royalties é o plural de royalty.

Tipos de royalties

No mundo artístico, os royalties são um valor pago ao criador ou ao autor de uma determinada obra, para ter o direito de uso ou exploração desta determinada peça artística.

Em patentes, por exemplo, como em processos tecnológicos protegidos por licença, sendo uma forma de remuneração, ao detentor da patente.

Em empresas, na qual investidores podem cobrar royalties sobre este investimento. Podendo ser uma porcentagem sobre as vendas de produtos ou serviços, ou mesmo sendo um valor fixo.

No petróleo, os royalties tornam-se uma compensação dadas por estas empresas exploratórias, por eventuais danos ambientais que poderão ocorrer.

E nas franquias?

No sistema de franquias, os royalties é algo estipulado no contrato de franquias. Sendo uma taxa paga pelo franqueado ao franqueador, de modo periódico (geralmente mensal) e baseado geralmente sobre o faturamento bruto da unidade franqueada (o percentual gira entre 5% a 30%, geralmente).

Quais são os modelos de cobranças dos royalties?

Amigo(a). Há alguns modelos pré-definidos para cobranças de royalties por parte do(a) franqueador(a). Vamos a eles?

  • Percentual sobre o faturamento bruto (ou lucro líquido).

O franqueado paga um percentual (pré-definido) para o franqueador, geralmente sendo um pagamento mensal. Este modelo de cobrança, costuma ser o mais adotados pelas franquias;

  • Delimitação de valor fixo.

Neste modelo, a franqueadora determina ao franqueado um valor fixo ao ser paga ao mês, independente dos valores faturados. Geralmente, as franquias online utilizam este modelo;

  • Valor mínimo (fixo) ou percentual.

Modelo de cobrança de royalty na qual o franqueador recebe o maior valor, na comparação do resultado obtido entre o percentual pré-estabelecido com o valor mínimo pré-definido, também;

  • Percentual sobre compras de produtos para revenda.

Neste caso, é quando o franqueador é totalmente (ou majoritariamente) fornecedor dos produtos para as unidades franqueadas.

Com isto, o franqueado paga uma taxa sobre os produtos adquiridos da franqueadora, comumente chamado de taxa de compras.

Muitos franqueadores utilizam este modelo de cobrança por não terem a preocupação adicional de fiscalizarem o franqueado, por facilitar a apuração dos valores.

Vamos ao próximo tópico, amigo(a)!

Diferenças entre taxas de franquia e de royalties

Há diferenças amigo(a). Vamos descrevê-las.

A taxa de franquia é paga no momento da assinatura do contrato da franquia, por parte do franqueado.

Sendo um valor pago para a franqueadora, necessário para que o franqueado tenha a concessão dos direitos de uso da marca.

Ao pagar esta taxa de franquia, o franqueado geralmente terá direito ao suporte por parte da franqueadora em pontos como: escolha do ponto comercial; suporte a pré inauguração; elaboração do projeto arquitetônico; treinamentos e outras situações.

A taxa de royalties concede ao franqueado o direito deste usar a marca da franqueadora. Tendo direito também ao suporte e aos produtos oferecidos pela franqueadora.

A taxa de franquia é paga em taxa única, no momento da assinatura do contrato para aderir a marca.

Enquanto que, a taxa de royalties é paga geralmente uma vez por mês, para a franqueadora.

Bom amigo(a).

Chego ao fim de mais um artigo, em como começar um negócio.

Mesmo que este artigo não fora longo, mas ele serviu para te informar sobre um assunto importante (royalties), caso você tenha intenção de abrir ou adquirir uma franquia.

Muito obrigado e VOLTE SEMPRE!

Consulte também:

Circular de Oferta de Franquia (COF)

Lei de Franquias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *